36ª CRE e E. T. E. 25 de Julho participam de reunião para planejamento do futuro do Ensino Profissionalizante no Município.

Na manhã de quarta-feira, 22 de setembro, ocorreu nas dependências da Unijuí mais uma reunião referente a extensão da Escola Técnica Estadual 25 de Julho no espaço onde foi a sede do Senai de Ijuí. A pauta foi a reestruturação dos cursos técnicos já ofertados pela escola, bem como a oferta de novos cursos que atendam a demanda do município e região.

Estiveram presentes o Vice-reitor da Unijuí, professor Fernando Gonzalez, o presidente da Associação Comercial de Ijuí (ACI), Marcos Kieling, a Coordenadora Regional de Educação, Eveline de Souza Eberle, a Coordenadora Pedagógica, Rosane Menezes, e a Coordenadora Pedagógica Adjunta Leila Schimidt, que participou como interlocutora da Suepro; participou também a equipe gestora da Escola 25 de Julho, Diretora Mari Monteiro, Coordenadora da Educação Profissional, professora Maristela Brizzi, e a Coordenadora do Curso Técnico em Informática, professora Leila Figur.

Atualmente a Escola Técnica Estadual 25 de julho, oferta 4 cursos técnicos: informática, eletrotécnica, mecânica e móveis. Porém, a equipe diretiva salienta a necessidade de novas ofertas, afim de acompanhar o desenvolvimento e a expensão tecnologia, já que o Brasil tem uma demanda crescente para técnicos em diversas áreas. Hoje sobram vagas de emprego, pois não há pessoas qualificadas o bastante para atender às exigências das empresas, na nossa região não é diferente. Os cursos técnicos aceleram a entrada no mercado de trabalho, além de preparar o aluno para uma sociedade desenvolvida tecnologicamente.

O presidente da ACI salientou a importância desta parceria, e a disponibilidade em relação a oferta de materiais, maquinários, bem como o espaço para a implantação destas novas instalações da escola para a implementação dos novos cursos.

O Vice-reitor da Unijuí, Fernando Gonzalez, destacou que poderão inclusive envolver acadêmicos do 7 semestre do curso de Engenharia Elétrica por exemplo, para dar auxílio nas atividades pedagógicas/práticas, além de salientar que a universidade é uma forte parceira na construção, e implementação da proposta

A coordenadora Eveline, concluiu que esta parceria trará muitos benefícios para nossa comunidade, já que a educação profissional tem por objetivo desenvolver competências profissionais de jovens e adultos em diversas atividades do setor produtivo para suprir uma demanda por mão de obra qualificada e certificada. A reestruturação e inovação dos cursos técnicos trará mais oportunidades para nossos estudantes.

Novas reuniões foram agendadas para dar sequência ao encaminhamento do projeto.





Siga nossas redes sociais